A caminho do grunhido

Estava aproveitando a manhã de Domingo pondo os meus feeds em dia quando um artigo no jacaré banguela (um dos meus blogs favoritos de humor) me chamou a atenção. Era sobre uma estrevista de José Saramago, que em certo momento comentava sobre o twitter. Saramago, que inclusive tem um blog, disse:

saramago-twitte - original http://buzz.globo.com/files/136/2009/08/saramago-twitter-o-globo-2-jb.jpg

Na hora em que li a entrevista, me veio a mente uma sessão nostálgica de uma aula de português no segundo grau (caramba, isso foi no milênio passado...), onde discutimos exatamente isso. O exemplo utilizado foi o seguinte. No Brasil imperial e por algumas décadas que se seguiram, quando se estava em uma roda de amigos e desejava sair, usava-se a seguinte frase:

– Vamos em boa hora.

Muito esquisito, não acham?  Com o passar do tempo, a construção diminuiu para algo menos pomposo:

– Vamos embora.

Ah! Esta eu já ouvi.  Mas a busca pela “melhoria” do idioma movido pela preguiça e inicialmente pelos 140 caracteres do SMS , acabou colocando-a em desuso, incluindo na linguagem falada. Pra que usar duas palavras quando podemos usar apenas uma?

– Vambora!

Agora sim! Estamos quase lá! “Vambora que senão vamos chegar atrasados!”.  Porém, ainda podemos reduzir um pouco mais:

– Bora!

Opa! 4 caracteres! Duas sílabas para pronunciar! “Bora ali buscar uma cerveja pra comemorar”. Mas somos brasileiros, e não desistimos nunca! Dá pra usar só uma sílaba!

-Bó!

Tchan! Perfeito! Aqui em Dili é difícil escutar, mas quando estava no Brasil, era “bó na festa hoje?”, “bó tomar uma?”, “bó no Fisl esse ano?”. Bó pra cima e pra baixo.

Saramago está certo. Estamos a caminho do grunhido! Argh! Wow! Eah!

6 Responses to “A caminho do grunhido”

  1. A propósito do tema, leio o conto (ou será crônica?) se Cecília Meireles, escola de bem-te-vis. Até deixo lincado aqui 😉 http://vaivolta.wordpress.com/2009/06/25/cecilia-meireles-escola-de-bem-te-vis/

  2. Estêvão Samuel Procópio on August 23rd, 2009 at 13:34

    Esse post me fez lembrar que também tivemos essa discussão no segundo grau, mas foi com outro termo…

    Vossa mercê
    Vosmicê
    Você

    Gostei do seu exemplo também… não conhecia :]

    Abraços!

  3. […] A caminho do grunhido | edermarques.net blog.edermarques.net/cronicas/a-caminho-do-grunhido – view page – cached Estava aproveitando a manhã de Domingo pondo os meus feeds em dia quando um artigo no jacaré banguela (um dos meus blogs favoritos de humor) me chamou a atenção. Era sobre uma estrevista de José Saramago, que em certo momento comentava sobre o twitter. Saramago, que inclusive tem um blog, disse: — From the page […]

  4. […] Retirado do Blog do Eder Marques. […]

  5. Ei, brow, tá tudo bem por aí? Esse tsunami não te pegou, não , né? Espero q esteja tudo bem, afinal de contas, é sempre bom ter alguém do outro lado do mundo pra gente encher o saco sobre software livre… Hehehehe…
    Valeu, brow!
    Abração!

  6. Opa! Tudo bem sim!
    Estava de férias na China quando houve o terremoto. Passou longe. 😀

    E por ai? Espero que esteja também nos conformes.

    Abraço!

Leave a Reply