Sem nudez, fomos à frexcura da Maçã

Sábado passado aproveitei a continuação do feriado para ir ao Teatro no Dragão do Mar. Queria ter assistido a peça Toda Nudez Será Castigada, de Nelson Rodrigues, mas infelizmente os ingressos haviam se esgotado. conversa vai, conversa vem, para não darmos viagem perdida, resolvemos ir (minha namorada e eu) ao Teatro São José, que fica bem próximo, conferir se havia alguma programação para a noite.

Havia um espetáculo programado para as 20:00, chamado “A Frexcura da Maçã – o paraíso em dose dupla!”. Frente a fama que o cearense tem de fazer um excelente humor, sabíamos que seria diversão garantida, e metemo-nos logo na fila.

A peça começou com um pouco de atraso (para nossa sorte, pois chegamos em cima da hora!). O Teatro possui 2 andares. Ficamos no 1o, em um lugar um pouco afastado, mas bem defronte ao palco.

Gargalhadas e mais gargalhadas do início ao fim. Não é pra menos com um Adão gay e duas Evas em um paraíso. Dá pra imaginar a cena? Pra completar, uma “Cobra cobra” tarada ainda complementa a “putaria”.

Com uma boa pitada de musical, a peça tem produção de Anna Carla Fernandes e Direção e Texto de Robério Morais. Os personagens são encenados por Luís Antônio (Evaneide – Aurineide Camurupim), René Duarte (Marieva – Marilac Futrica) e Amadeu Maya (Babadão – Babalu).

Uma coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de pais, na minha humilde opinião sem um pingo de juízo, que levaram crianças e pré-adolescentes para esta peça. Sem pieguice, mas em espetáculos de humor deste nível, com altas doses de palavrões e apelação ao sexo, não traga as suas crias. Não é ambiente para crianças.

No mais, para quem é ou se considera adulto, aproveite e visite o teatro. Em cartaz todos os Sábados e Domingos, as 20:00. Ingressos a R$8,00 (meia).

Leave a Reply