Software Livre em novas terras

Durante um bom tempo estou sumido daqui e do administrando.net, mas pretendo reverter a situação daqui pra frente. A ausência teve uma boa causa, a qual compartilho agora com vocês.

A partir de Novembro de 2008 estarei viajando quase 20 mil quilometros para o Timor Leste, uma pequena ilha do sudeste asiático, para atuar como International UNV IT Specialist – System Support & Networking Analyst, dentro do Ministério da Justiça timorense, através do UNDP – United Nations Development Programme.

Um grande mudança, que começou vários meses atrás.

Localizacao Timor Leste

O inicio da aventura

Através do meu amigo Michelazzo fiquei sabendo da existência de vagas para a equipe de Infraestrutura no Timor Leste. Ele passou um ano no Timor atuando como especialista na área de desenvolvimento, e como sabia que coleciono cartões postais, sempre que podia me enviava um. Além disso, no seu blog e em seus emails sempre encontrava bons relatos das suas experiências, que me deixavam sempre com a curiosidade de ver de perto tais lugares.

Ao saber da vaga percebi que teria uma grande oportunidade, pois iria trabalhar fazendo o que gosto, ter uma experiência internacional, conhecer novas culturas e ajudar pessoas com o Software Livre, através de um grande organismo que é a ONU.

Enviei meu resume em Julho e fiquei no aguardo. Uma semana e nada, nenhuma resposta de recebimento. quinze dias, nem sinal de resposta.

É, acho que não foi dessa vez…

Quase um mês depois, no dia 09 de Agosto, quando eu já tinha praticamente desencanado da história, recebo um email informando que eu havia sido selecionado na primeira etapa, e solicitando o agendamento de uma entrevista por telefone, no dia 13. Seria uma entrevista técnica, em inglês e português, e duraria cerca de meia hora. Foi alegria, espanto, medo, tudo junto. Eu teria 4 dias para me preparar, e revisar um pouco os possíveis conteúdos.

A entrevista

Meia noite (sim, meia noite!) o telefone toca. Calma, não é nenhuma técnica nova para medir ansiedade e estresse, é que são 12 horas de diferença de fuso horário.

Em uma ligação ruim, com forte chiado e um delay de uns 2 ou 3 segundos, a entrevista começa. Na verdade, quase um interrogatório: oito pessoas me fazendo perguntas das mais variadas, hora em português, hora em inglês. Apesar do nervosismo, consegui manter a calma e respondi a todas elas. Depois da parte técnica, alguns outros questionamentos de cunho pessoal. Aproveitei para tirar algumas dúvidas e qual foi a minha surpresa ao perceber que havia se passado mais de 40 minutos de conversa! Logo depois, a equipe agradeceu a entrevista e informou que em breve daria um retorno.

Foram 13 dias de espera angustiante, mas no final o destino me reservou uma boa surpresa.

Bem-Vindo a Equipe UNDP Timor-Leste

Vi o email na noite de Domingo, dia 24 de Setembro, mas só consegui abrir na segunda. Nessa hora foi que caiu a ficha: estou saindo do conforto da minha casa, de perto da minha família, amigos e paixão para uma aventura do outro lado do mundo…

Acho que nunca fiquei tão feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz por ter sido escolhido em um processo de seleção da ONU para uma posição internacional, e triste por visualizar as mudanças radicais que teria na minha vida. Sabendo que para se conquistar certas coisas é preciso abrir mão de outras, e após ter o apoio da minha namorada (agora é noiva!), respondi ao email reiterando o interesse, e solicitando novas instruções.

A partir de então foi uma correria só. Reunir a documentação necessária, exames médicos, vacinas, cursos, finalizar projetos no trabalho atual. Isso sem falar no bombardeio de perguntas que fiz para a equipe no Timor, tentando tirar todas as dúvidas sobre o local em que estarei me metendo.

Aproveitei também para ler tudo o possível sobre o Timor (em outros posts faço as devidas recomendações) e sua cultura, seus costumes, clima da região, enfim, o que eu pudesse ter de informação sobre esta pequena ilha. Depois de me convencer que era seguro, convenci aos meus familiares e namorada.

Rumo a Dili

Dia primeiro de Novembro embarco na maior aventura da minha vida. Serão dois dias de viagem (sim, de avião), 12 fuso-horários e quase 20 mil quilometros. Será um ano de novos aprendizados, novas experiências, amigos e descobertas. Na bagagem levo minha experiência e o desejo de ajudar na reconstrução deste país, além da saudade da Terra da Luz e de todas as pessoas que aqui ficam.

Postarei aqui sempre que possível as aventuras desse geek hackeando o Universo, agora do outro lado do mundo. Espero que gostem e se divirtam juntos!

11 Responses to “Software Livre em novas terras”

  1. Parabéns, Éder!

    Agora, se for possível, você poderia descrever com um pouco mais de detalhes a parte técnica da entrevista via telefone?

  2. Emanoel Tadeu on October 20th, 2008 at 14:23

    Boa sorte ae nessa conquista cara…qq coisa manda as novidades ae pro debian-ce/psl-ce…abraços

  3. ;~~~~
    Já estou com saudades!!! Mas torço muito por você e lhe parabenizo por mais essa conquista.

    Amo-te!!!

    B;*S

  4. Parabéns Éder! E boa sorte nessa aventura.

    Que você continua compartilhando seu aprendizado conosco.

  5. Parabéns, Éder. Boa sorte, boa viagem e invejo sua coragem. Vamos acompanhar e torcer por aqui. Já está certo que você vai trabalhar com Linux ? É Debian, também ?
    []s

  6. Éder,
    sou assinante RSS de um canal por onde recebo seus (e de outros) posts. Confesso que fiquei feliz com este. Uma das minhas vontades na vida é poder participar mais, digamos, “globalmente” de soluções sociais e educacionais. Sei que ainda não é o momento para mim, mas vejo em você a concretização de que isso é possível.

    Desejo a você muito sucesso, motivações perante os obstáculos, e sorte (sempre é bom) nessa nova empreitada.

    Ah, sim, e mande sempre notícias. Acompanharei com interesse por aqui.

    Abraços!

  7. Eder, Parabens, Tudo de BOM!!! Abraço!!! =)

  8. EduardoJr, perguntas sobre firewall (iptables), cenários de configuração de sistemas (squid, asterisk, postfix, firewall, openfire, apache), administraço de sistemas em si, etc.

    Thadeu, sim será com gnu/linux. Provavelmente um misto de Debian e Ubuntu.

    Layla, tb te amo galega. De tudo, o que irei sentir mais falta é de você.

    Aos demais, obrigado pelas palavras de carinho. :)

  9. hey! Boa estada por lã e aproveite para enviar notícias do outro lado do mundo. :)

  10. Eder,
    Deus o abençoe nessa empreitado. Ficaremos por aqui torcendo por seu sucesso!
    Parabéns!

  11. […] blog.edermarques.net As Aventuras de um geek hackeando o Universo « Software Livre em novas terras […]

Leave a Reply